Nova Petrópolis - Sexta-Feira, 24 de Março de 2017 Bem-vindo ao site da Câmara de Vereadores
Brasão
Telefone (54) 3281.1710 | 3281.3255

Histórico do Prédio

No ano de 1935 a Paróquia Evangélica de Nova Petrópolis iniciou a construção de um prédio para sediar o “Colégio Evangélico”, recém fundado por inspiração do Pastor Gustav Braun e sua esposa Dona Lydia Braun. Tratava-se de uma “Fortbildunschule” (Escola avançada) para completar o ensino dado nas escolinhas comunitárias e nas “Aulas Públicas”, das quais existia somente uma na Sede do Distrito de Nova Petrópolis.

O “Colégio Evangélico” era a continuação natural do “Colégio Nova Petrópolis” de 1929, de propriedade particular do Professor Willrich, cuja idade avançada impediu a continuidade do curso. Naquela época não existia o “curso ginasial”, criado pela Reforma do Ensino da década de 1940.
A construção do Colégio Evangélico foi praticamente liderada por Dona Lydia Braun que arrecadou os fundos necessários à obra. Em 1937 o novo prédio foi inaugurado e entregue às suas funções. No andar superior funcionava o internato masculino e feminino. No central a residência do professor e direção. No térreo as salas de aula, no subtérreo a cozinha e o refeitório.

O Colégio Evangélico recebia alunos de toda a região serrana e o sistema de ensino era rígido, nos padrões germânicos. Também o “Tiro de Guerra” tinha a sede no prédio da escola. Em setembro de 1939, numa daquelas madrugadas frias e nevoentas da Serra Gaúcha, os sinos da Igreja Evangélica começaram a badalar em sinal de alarme. O Colégio estava em chamas! O fogo iniciou numa das mansardas e foi notado por um aluno que acordara mais cedo para ir ao banheiro. Assim a vida dos internos pode ser salva!

Não havia meios para debelar as chamas que consumiram o prédio de cima para baixo. A população inteira da Vila de Nova Petrópolis estava reunida assistindo em lágrimas a destruição do seu colégio, construído com tanto esforço! Pouca coisa foi salva, restando apenas as ruínas das paredes externas que eram muito reforçadas.

O Pastor Braun e família haviam deixado Nova Petrópolis e estavam em Rio Grande aguardando o navio que os levaria para a Alemanha, em férias.

A paróquia fora assumida pelo Pastor Kolb cuja mudança estava guardada no Colégio, pois a Casa Paroquial encontrava-se em reforma. Também ele perdeu os seus pertences, com o sacrifício da própria vida salvou os registros da paróquia e o cálice e a patena da Santa Ceia que também ficavam guardadas na sala da Direção.

Em 1943 o Dr. Erald Christ assumiu as precária instalações do que era então o “Hospital de Nova Petrópolis”. No ano seguinte, por um acordo feito com a Paróquia, recebeu em doação as ruínas, o terreno, assumindo o compromisso de construir um Hospital e pagar as dívidas remanescentes. A Igreja prometeu duas Irmãs para dirigir o Hospital. Em 1945 o Hospital entrou em funcionamento com grande sucesso nos primeiros anos. A falta de pessoal administrativo, pois as Irmãs não foram enviadas, motivou a decadência financeira do empreendimento, sendo fechado para transformar-se em “Hotel Quitandinha”.

Em 1964, durante o mês de junho, a Campanha Nacional das Escolas da Comunidade adquiriu o prédio para sediar o “Ginásio Frederico Michaelsen”. Em pouco tempo a Escola tinha Ginásio noturno e diurno, Curso Técnico de Comércio e Científico. Funcionou ali até 1985 quando o prédio foi adquirido pela Prefeitura Municipal de Nova Petrópolis, possibilitando a conclusão do novo prédio da escola onde hoje se encontra.

A Câmara de Vereadores passou a ocupar o 1º andar, sendo o restante ocupado por outros setores administrativos.

Renato Urbano Seibt
22.06.2004

Horário de
Atendimento
Atendimento Segunda à Sexta
9h às 11h30m
13h30m às 17h30m
Brasão
Sessões
Ordinárias
Seção Quintas-Feiras
à partir das 19h
Av. 15 de Novembro, 737
Nova Petrópolis-RS | CEP: 95150-000
(54) 3281.1710 | (54) 3281.3255
Facebook Webde